Resiliência

Muito se especula sobre a saúde de Candido Mendes. Aos 93 anos, o grande acadêmico segue cumprindo o isolamento social em sua casa, no Rio, desde março passado. Tem lido bastante e segue escrevendo. Dias atrás, recebeu a primeira dose da vacina, e está sendo muito bem cuidado pela mulher, a infectologista Margareth Dalcolmo. Um dos maiores desejos de Candido (ocupante da cadeira 35 da ABL) é o retorno das atividades universitárias, pois ele é reitor da instituição que carrega seu nome.

Foto: Marcelo Borgongino

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *